Home / Terra / Produtores de cupuaçu ampliam conhecimento

Plantadores orgânicos da Amazônia visitam experiência da Embrapa que trabalha com cultivos complementares em conjunto com a fruta para aumentar a renda dos plantios

da redação*

Um grupo de cinco produtores orgânicos de cupuaçu da comunidade Jardim Floresta, situada no km 126 da BR-174, em Presidente Figueiredo-AM, visitou uma Unidade Demonstrativa (UD) patrocinada pela Embrapa naquela cidade. O objetivo era conhecer o plantio dos cupuaçuzeiros em consórcio com outras culturas, em regime de compartilhamento do terreno. Uma experiência que acelerou a produção da fruta em um ano e que pode trazer mais renda aos produtores.

A visitação em Jardim Floresta faz parte das atividades do projeto Pesquisas e Inovações Tecnológicas para o Desenvolvimento da Cultura do Cupuaçuzeiro no Estado do Amazonas, liderado pela pesquisadora Aparecida Claret, da Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus/AM) que conta com recursos da Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas). E é através das UDs que os pesquisadores da Embrapa ministram cursos e os produtores participantes atuam como multiplicadores de tecnologias.

cupuacu

Produtores de Cupuaçu na visitação patrocinada pela Embrapa

De acordo com Aparecida Claret, a visita serviu para mostrar as alternativas de consórcio que se pode fazer junto com o plantio de cupuaçu. Os produtores cultivam cupuaçu com culturas alimentares como milho, feijão, mandioca e macaxeira e agora estão sendo incentivados a usarem também as plantas medicinais, aromáticas e condimentares, intercaladas com os cupuaçuzeiros. “Eles estão aqui para conhecer nossa área e para que a gente possa incentivá-los a adotar esses cultivos”, explicou a pesquisadora.

Os cupuaçuzeiros da UD visitada foram plantados em maio de 2015 e em um ano e já estão produzindo. “O sabor do cupuaçu é doce, não é azedo como os outros”, revelou Isabel Gomes dos Santos, proprietária do local. A UD de Isabel conta com 55 pés de cupuaçu, das 10 variedades resistentes que a Embrapa lançou nos últimos anos, plantados em consórcio com açaí, macaxeira, feijão e milho.

Normalmente, o cupuaçuzeiro começa a produzir no segundo ano de plantio da muda no campo, e depois do terceiro ou quarto ano se estabiliza a produção. “O cupuaçu começa a produzir se está bem tratado e bem adubado no segundo ano e nessa unidade ocorreu antes com o cultivo orgânico”, comenta Aparecida.

Durante a visita, o pesquisador Francisco Célio Maia Chaves, mostrou os plantios de algumas espécies de plantas medicinais, como gengibre, citronela e caapeba, dentre outras, que podem ser cultivadas em consórcio com o cupuaçuzeiro, garantindo mais renda ao produtor rural.

*com informações da Embrapa

Categoria:

TAGS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + = 14